20 nov

Chicago, o segredo mais bem guardado dos EUA!

 

 

Nova York, Miami, Paris, Londres, Buenos Aires…. Destinos bastante conhecidos dos brasileiros. Para o viajante que gosta de viver experiências diferentes e conhecer novos lugares, nada mais recomendável que um passeio até Chicago. De um fim de semana prolongado a uma ou duas semanas, nunca haverá um momento de tédio.

 

A terceira maior cidade do país, Chicago é o maior centro de negócios e comércio entre as duas costas; é a capital financeira e de entretenimento do meio-oeste americano. Conta com uma população etnicamente diversificada e a benção de ter se desenvolvido às margens do Lago Michigan, segundo maior dos Grandes Lagos, e ter o Rio Chicago cruzando o centro da cidade de forma majestosa.

 

 

Tanto a sua situação geográfica como sua importância na economia do país tornam Chicago uma metrópole bem cuidada, arborizada, detalhadamente urbanizada, além de uma das cidades mais humanizadas da nação. Com uma população de 2,7 milhões, esta grande metrópole ainda consegue preservar tradições e costumes que nos faz sentir como numa cidade bem menor, aconchegante e simpática.  Seus habitantes são cordiais e sempre dispostos a ajudar os turistas.

 

 

Arquitetura – Chicago é considerada o berço da arquitetura moderna americana. Depois de um terrível incêndio em 1871, que destruiu praticamente todas as edificações da cidade à época feitas de madeira, apenas os dois prédios das torres de água sobreviveram por serem de pedra. Hoje, esses dois prédios são o maior marco histórico da cidade e estão situados bem no coração da Av. Michigan, a área de compras mais chic da cidade.  Após a devastação pelo fogo, a cidade aproveitou a oportunidade de se reerguer e elaborou um plano de urbanização magnífico com avenidas largas, parques e uma melhor otimização do lago como área de lazer para seus moradores. Os melhores e maiores escritórios de arquitetura se encontram aqui e, a cada espigão que se ergue, a expectativa de mais uma maravilha da arquitetura moderna aumenta. Prepare uma boa máquina fotográfica para registrar toda essa grandiosidade.

 

 

 Arte e História – Diz-se que Chicago é um museu a céu aberto. Não por coincidência, pois isto faz parte do planejamento urbano da cidade para torná-la mais humana e agradável sem necessariamente gastar-se dinheiro. A cada parque, a cada esquina, nos esbarramos com esculturas monumentais e de estilos bastante diversos. O Instituto de Arte (Art Institute) é o segundo melhor museu de arte do país, depois do Metropolitan em Nova York. Seu acervo abarca desde a idade média até o pós-moderno, esbanjando obras de cair o queixo.  Há também o Museu de História Natural e o Museu de Ciência e Tecnologia, além de inúmeros outros de menor porte, porém não de menor relevância.

Música – Assim como New Orleans é o berço do Jazz, Chicago é o berço do Blues. Suas inúmeras casas de blues apresentam praticamente todas as noites músicos tradicionais com suas animadas bandas para alegrar os convidados. Com uma cerveja na mão e ritmo no pé, prepare-se para passar momentos muito agradáveis no gingado do saxofone e da bateria, para não falar das vozes irreverentes e envolventes das cantoras negras americanas.

 

Gastronomia – Chicago é famosa pela sua pizza alta e com bastante recheio e as Steak Houses, mas se você é como eu e não curte muito carne e pizza, não se preocupe. Aqui se encontra praticamente todo tipo de comida do mundo inteiro e sempre preparadas autenticamente pelos diversos grupos de imigrantes que compõem o cenário desse enorme caldeirão de culturas. Recentemente, até as churrascarias brasileiras já se instalaram na cidade com excelente repercussão. Há excelentes restaurantes indianos, chineses, tailandeses, coreanos, libaneses, iranianos, pubs ingleses, e um bairro inteiro de restaurantes e mercearias gregas, onde foi filmada o famoso filme hollywoodiano “Casamento Grego”.  Mas, cuidado, as porções tendem a ser enormes! Pedir um prato para dois ou levar a sobra para casa em um “doggie bag” faz parte dos costumes dos americanos, independente de quão chic seja o restaurante.

 

 

Compras – Sabe aquele tipo de cidade que tem de tudo e, ainda por cima, tem lojas maravilhosas e com preços ainda mais maravilhosos? Pois é, Chicago é assim. São vários Outlets nos arredores e dentro da cidade existe uma enorme seleção de lojas de marca, lojas de bugigangas, lojas de design exclusivo, lojas, lojas e mais lojas. Chicago atrai, na sua maioria, turistas domésticos que viajam quilômetros para aqui encontrar preço e qualidade. Não, os vendedores não falam português como acontece em Miami e Nova York, mas nós sabemos que a língua do shopping e sales é universal. Traga as malas vazias, pois o recheio você encontrará aqui. Saboroso, econômico e farto!

 

 

 

 

 

 

 

Nola Senna

https://www.facebook.com/nola.senna

Professora e amante da vida!

 

**  Que dicas maravilhosas de minha querida amiga Nola Senna. Uma mulher super viajada, que conhece vários países por esse mundo afora e de um bom gosto incrível. Só tenho que agradecer nossa “articulista” da editoria de Viagens. Espero que envie para nossas leitoras suas experiências, que nós temos muito a ganhar! Beijos!! **